sexta-feira, 8 de outubro de 2010

Proposta de parceria entregue na Junta de Freguesia do Barreiro e na Câmara Municipal do Barreiro-1



“CICLAS”

Como se sabe, o uso da bicicleta beneficia o meio ambiente e, tal como comprovam alguns estudos, é o meio de transporte mais rápido nas zonas com mais tráfego, com distâncias inferiores a 3 quilómetros. Aqui apresentamos as principais vantagens:

• Preço acessível.

• Baixo custo de manutenção.

• Não polui o ambiente.

• Melhora a saúde física e psicológica dos seus utilizadores.

• É, ao mesmo tempo, um meio de transporte e de lazer.

• Não necessita de combustível.

• Permite encontrar caminhos alternativos, nos congestionamentos de trânsito e nas horas de ponta,

• Necessita de pouco espaço público.

• O custo das infra-estruturas é inferior (menor espaço viário, de estacionamento, capacidade de suporte da pavimentação, para não falar no sistema de sinalizaçãoe controlo).

A Feira de Artes e Ofícios, tal como se disse anteriormente, tem uma forte matriz ecológica. De forma a sublimar a sua essência, o Grupo dos Amigos do Barreiro Velho-Associação criou o projecto “Cicla”. Ao contribuirmos para a introdução deste meio detransporte no quotidiano dos barreirenses, daremos também a conhecer o “berço” da sua cidade. Para isso, gostaríamos de reunir as condições necessárias para tornar possível ouso de um conjunto de “ciclas”, no dia da Feira. Estamos, neste momento, a desenvolverum estudo sobre os circuitos possíveis e pontos de interesse, de forma a organizarmos passeios guiados. Assim, víamos como plausível, a colaboração, entre outros, nos aspectos seguintes:

• “Ciclas”: Cedência de bicicletas que a Câmara Municipal do Barreiro tem na suaposse. Além disso, gostaríamos de contar com os seus funcionários para a colocação e recolha das “ciclas”.

• Estacionamento: Colocação de uma estrutura de metal própria para bicicletas, emfrente do posto da polícia (Praça de Santa Cruz). Poderá ser utilizada depois pelos ciclistas, sendo um local da cidade, em princípio, seguro.

• Divulgação: Envio de notas à comunicação social sobre a Feira, por parte da C.M.B., quando se aproxima o evento.

• Logótipos nos cartazes: Divulgação das parcerias realizadas.

Coordenação do Projecto “Cicla”: Roseane Rocha

Grupo de Amigos do Barreiro Velho-Associação

Proposta de parceria entregue na Junta de Freguesia do Barreiro e na Câmara Municipal do Barreiro


A FEIRA DE ARTES E OFÍCIOS NASCEU EM MAIO DE 2010. HERANÇA DIRECTA DA FEIRA DA LADRA, INICIADA HÁ QUATRO ANOS ATRÁS, É COMO QUE A SÍNTESE FELIZ DE ACTIVIDADES EMOTIVAÇÕES DIVERSIFICADAS, FAZENDO JÁ PARTE DO QUOTIDIANO DOS BARREIRENSES. DESTA FORMA,O COMÉRCIO DE RUA ENCHE DE VIDA A PRAÇA DE SANTA CRUZ, NAS MANHÃS DOS SEGUNDOS EQUARTOS SÁBADOS DE CADA MÊS. 
POR UM LADO, PROCURA-SE RECUPERAR COM ESTA INICIATIVA A PRESENÇA DE VENDEDORES DE RUA NO BERÇO DA CIDADE, RESPEITANDO UMA TRADIÇÃO QUE COMEÇOU NA IDADE MÉDIA. POROUTRO, TENTA-SE ACOMPANHAR AS NOVAS TENDÊNCIAS DOS MERCADOS URBANOS, COM UM CONJUNTO CADA VEZ MAIOR DE CONSUMIDORES QUE PROCURA GASTAR POUCO DINHEIRO E ADOPTAR,AO MESMO TEMPO, UMA POSTURA MAIS “AMIGA” DO AMBIENTE, ATRAVÉS DA REUTILIZAÇÃO DE OBJECTOS EM SEGUNDA MÃO OU DO CONSUMO DE FRUTAS E LEGUMES SEM QUÍMICOS. POR ISSO,ALÉM DO MERCADO DE PRODUTOS DE AGRICULTURA BIOLÓGICA, TEMOS TAMBÉM, NA FEIRA DE ARTES E OFÍCIOS, A PRESENÇA DO COMÉRCIO DE VELHARIAS, DO ARTESANATO E DE PRODUTOS RECICLADOS. MAS OS OBJECTIVOS DESTE EVENTO NÃO SE FICAM POR AQUI. A PRAÇA DE SANTA CRUZ TEM SIDOTAMBÉM O PALCO DE NOVOS MÚSICOS E ARTISTAS PLÁSTICOS QUE NOS TÊM BRINDADO, AO VIVO, COMA APRESENTAÇÃO DOS SEUS TRABALHOS.EM SUMA, É COM MUITA SATISFAÇÃO QUE O GRUPO DE AMIGOS DO BARREIRO VELHO-ASSOCIAÇÃO FAZ UMA AVALIAÇÃO POSITIVA DESTA INICIATIVA. A FEIRA CRESCE A OLHOS VISTOS,TENDO EM CONTA QUER O NÚMERO DE VENDEDORES, QUER O NÚMERO DE COMPRADORES.

UMA VEZ QUE A CIDADE É O PÓLO CENTRALIZADOR DE INTERESSES COMUNS AO GRUPO DOSAMIGOS DO BARREIRO VELHO- ASSOCIAÇÃO E ÀS AUTARQUIAS - CMB E JUNTA DE FREGUESIA -PENSAMOS QUE O TRABALHO CONJUNTO, NESTE PROJECTO DE INTERVENÇÃO SOCIAL, SERIA UMA MAIS VALIA, EM BENEFÍCIO DOS BARREIRENSES. ASSIM, VÍAMOS COMO PLAUSÍVEL, A COLABORAÇÃO, ENTRE OUTROS, NOS ASPECTOS SEGUINTES:

· COMPRA DE TOLDOS OU DE CHAPÉUS IMPERMEÁVEIS PARA OS VENDEDORES: TAL COMO ACONTECE, POR EXEMPLO, NA FEIRA DE SANTO ANTÓNIO DA CHARNECA. A JUNTA NÃO SÓ PATROCINA ESTA INICIATIVA COMO TAMBÉM MONTA ESTAS ESTRUTURAS.

· PRESS RELEASE: ENVIO DE NOTAS À COMUNICAÇÃO SOCIAL SOBRE A FEIRA, POR PARTE DA C.M.B., QUANDO SE APROXIMA O EVENTO.

· AGENDA CULTURAL: COORDENAÇÃO E AGENDAMENTO DA PROGRAMAÇÃO CULTURAL DAAUTARQUIA TENDO EM CONTA AS DATAS DA FEIRA. DESTA FORMA, A SUA DIVULGAÇÃO FICARIA ASSEGURADA E EVITARIA, POR OUTRO LADO, A SOBREPOSIÇÃO DE ACONTECIMENTOS A DECORRERÀ MESMA HORA, NA MESMA ÁREA GEOGRÁFICA.

· BASE DE DADOS: AUMENTO DO NÚMERO DE VENDEDORES ATRAVÉS DA CONSULTA DOS REGISTOS INFORMÁTICOS DA C.M.B..

· LOGÓTIPOS NOS CARTAZES: DIVULGAÇÃO DAS PARCERIAS REALIZADAS.

· HIGIENE: EQUIPAMENTO DE MANUTENÇÃO DA HIGIENE DO ESPAÇO DA FEIRA.

· ELECTRICIDADE: CRIAÇÃO DE CONDIÇÕES DE USO DE LUZ, NA PRAÇA DE STA CRUZ.

CERTOS DE QUE IREMOS AO ENCONTRO DAS MOTIVAÇÕES E INTERESSES DA AUTARQUIA, PARAA VALORIZAÇÃO, DINAMIZAÇÃO E REABILITAÇÃO DO ESPAÇO "BARREIRO VELHO", COMO UM TODO,AGUARDAMOS, COM EXPECTATIVA POSITIVA, UM MOMENTO DE ENCONTRO, REFLEXÃO ECONCRETIZAÇÃO DO PROJECTO APRESENTADO, ENQUANTO CONTRIBUTO PARA AS DINÂMICAS EMPERSPECTIVA, NESTE NÚCLEO HISTÓRICO DO BARREIRO.

GRUPO DE AMIGOS DO BARREIRO VELHO-ASSOCIAÇÃO


quarta-feira, 29 de setembro de 2010

O desapego ensina-nos essencialmente a decidir, a percorrer o caminho certo e a ter uma clara noção do nosso tempo. Desta forma, o associativismo foi o caminho que encontrei para intervir na sociedade. Para mim , o que conta é o processo de construção e não tanto o produto final. A noção de que estamos no sítio certo. Tal como as árvores. Um pouco de sol, um pouco de água e muita terra para sermos livres. Somos pó.

terça-feira, 21 de setembro de 2010

Feira de Artes e Ofícios do Barreiro

O associativismo barreirense necessita de técnicos sociais. Com os seus conhecimentos académicos, experiência profissional e metodologia poderão definir uma estratégia de intervenção socioeconómica mais eficaz. O amadorismo e os interesses políticos só contribuem para travar a sua modernização. Estas instituições têm um peso local de enorme relevância, que merece ser preservado e respeitado.

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

O Grupo de Amigos do Barreiro Velho-Associação não tem fins políticos, económicos ou religiosos. Liberdade, pluralidade e activismo cívico. Sou esquerda, sou direita, sou centro. Para ser grande, sê Inteiro!

Poemália de 16 de Setembro, por Pedro Roque